quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O melhor (e o pior) da vida a dois

Com o surgimento do vídeo do momento, a traição que aconteceu em Sorocaba e o flagrante da mulher traída que filmou tudo, esse post finalmente saiu do papel. Se você não sabe ainda do que se trata, clique aqui !

Antes de começar quero definir o que é traição, o dicionário não ajudou muito, tentei a Bíblia e encontrei isso aqui: “Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.” Mateus 5-28



É meu amigo, nessa o Mateus pegou todo mundo, quem nunca olhou para outra mulher ou homem na rua? Não reparou na bunda da gostosa e nas pernas do gostosão que passava pela calçada atire a primeira pedra, pode mirar na minha cabeça, alguém? Alguém? Foi o que pensei.
Não podemos simplesmente limitar a traição a apenas contato físico, tipo: “ele beijou outra, então já traiu” Imagine a seguinte situação: a namorada faceira troca conversas picantes pela Internet com o gatinho sem o namorado saber. E ai? Foi traição? O namorado já pode usar os adereços na testa para ajudar na recepção da televisão? É parece que a definição é mais complicada do que parece, vamos deixar da seguinte maneira: traição é o ato de realizar ações intimas com outra pessoa que não seja o seu conjugue/namorado(a) .
Agora que definimos traição vamos tentar desenvolver o tema, alguns de vocês que estão me lendo já tiveram uma fase na vida de vocês em que não conseguiam rir de piadas de corno e até ficavam com vontade de chorar. E porque isso acontece? Como evitar? O que faço com esse safado(a) que acabou com minha vida? Calma, primeiro vamos ver como evitar que isso aconteça, e a resposta é: NÃO DÁ! Sim, na verdade a única maneira de serem cem por cento imunes a chifres é nunca ter um relacionamento, é mais ou menos como nunca sair na rua para não ser atropelado.
Mas então por que as pessoas traem? Um dos motivos que mais vejo acontecer é um relacionamento incompleto onde a outra pessoa busca esse complemento fora da relação, mesmo que o complemento que essa pessoa precise seja simplesmente autoafirmação.
Os mais românticos falam que durante um romance é preciso conquistar o parceiro todos os dias, para isso acontecer você tem que se deixar conquistar, sempre uma das partes, confesso que geralmente os homens, tem o desejo pelo jogo da conquista, o flerte, os olhares, o beijo conquistado. Com um longo relacionamento isso se perde. Você não tem quem conquistar ou quem te conquiste, e ai começa a procurar isso em outro lugar.

Reforço à questão dos princípios, mais um relacionamento que cai na rotina ainda podem derrubar a mais integra das pessoas. Ver sempre a mesma pessoa todos os dias faz com que você olhe mais para outras pessoas, e como disse Mateus lá em cima tudo começa com a cobiça, então mude de tempos em tempos, faça planos, viagens, projetos, mude o visual, corte o cabelo, pinte, aprenda uma coisa nova. Não caia na rotina. E o amor? É uma vacina contra traição? Se você ama de verdade (de mentirinha não vale), trai? Desculpe-me os mais pudicos, para não dizer ingênuos, mas isso não é verdade. Amor e intimidades (leia-se sexo se você preferir) são coisas diferentes. Não, nada de comoção das mulheres (e de alguns homens), não adianta esbravejar, são coisas distintas e o quanto antes vocês entenderem isso melhor a vida de vocês vai ser. Quem ama trai sim! Não deve, mas trai.
Quem tem princípios não trai, se você se preocupa muito com a sua testa prefira pessoas com princípios morais mais fortes que o com um amor do tipo “te trago a lua e as estrelas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário